Molyas – (17) 3808-9990 / 3808-1859 – São José do Rio Preto/SP

Dica

30 de Setembro de 2013 - 08:11

MITOS DA LUBRIFICAÇÃO I

Este é um erro caro. "BATER GRAXA ATÉ VAZAR" pode ter muito dos mesmos efeitos colaterais negativos como falta de graxa, mais o custo adicional de consumo de lubrificantes. Lubrificação pode ser pensada como uma purificação ou filtragem de contaminantes do rolamento, mas você não deve exceder um montante calculado de graxa ao realizar atividades de lubrificação.


A quantidade calculada de graxa para um rolamento é baseada na sua geometria e as dimensões, o qual fornece a quantidade ideal para a re-lubrificação. O equívoco é aplicar mais graxa do que o necessário para remover os contaminantes. A aproximação mais correta é a aplicação de uma fração da quantidade calculada em um intervalo de tempo mais curto. Isso ajuda a eliminar o excesso de graxa em um intervalo dado, mas ainda fornece o benefício de purgar contaminantes para fora do rolamento, assim como sistemas de lubrificação automática.

NA DUVIDA CONSULTE SEMPRE UM PROFISSIONAL DA ÁREA DE LUBRIFICAÇÃO PARA AUXILIO E APOIO.

 

Autor: Marcos Kurzawa 



Veja outras Dicas