Molyas – (17) 3808-9990 / 3808-1859 – São José do Rio Preto/SP

Dica

3 de Outubro de 2013 - 11:22

MITOS DA LUBRIFICAÇÃO II

Armazenamento e manuseio indevido de lubrificante provavelmente estão custando-lhe uma grande quantidade de dinheiro. Na maioria dos casos, o armazenamento e manuseamento de lubrificantes estão no fundo da lista de prioridades, e pelo contrário, deveriam estar no topo. Por que passar horas incontáveis, despesas, implementação de um programa de lubrificação de equipamentos de produção, definição de metas e objetivos de limpeza de umidade, realizando todas as modificações em equipamentos necessários para criar um sistema de ciclo fechado, livre de contaminantes, a instalação de unidades de filtração caras, etc, apenas para re-contaminar o óleo em serviço com óleo sujo de armazenamento inadequado e manipulação de equipamentos e técnicas?

 

Você deve ser capaz de obter o lubrificante da sala de lubrificante para a máquina sem comprometer a sua limpeza e qualidade. Para fazer isso, você deve equipar suas instalações de armazenamento para atender as demandas de limpeza dos equipamentos. Lembre-se, que vão custar mais 10 por cento, para remover uma grama de sujeira do que excluir.

 

É por isso que é tão valioso usar recursos para projetar, implementar e equipar uma unidade de armazenagem adequada de lubrificantes, bem como a utilização adequada de recipientes e dispositivos de transferência para executar tarefas de lubrificação.

 

Além de ser controlada por umidade e pressão interna, uma sala de lubrificação adequada deve ter acesso limitado apenas ao pessoal responsável, a armazenagem adequada de óleo novo para a descontaminação periódica e de distribuição, os procedimentos adequados de transferência e de recepção, selável e reutilizável recipiente para armazenamento, etc

 

 

Autor: Marcos Kurzawa 



Veja outras Dicas